Tá No Sangue S.F.C.

Dorival, o que o Patito tem que o Vitor Bueno não tem?

Fonte: www.tanosanguesfc.com.br   Por Márcio Veratti   21/02/2016

Foto: Ricardo Saibun / Santos FC

Gostaríamos de falar hoje com nossos amigos Santistas sobre meritocracia. Pois entende-se que em qualquer seguimento as pessoas conquistam seu espaço por sua habilidade e esforço. Mas não é isso que vemos acontecer hoje no elenco do Santos F.C.

Patito Rodriguez já está a um bom tempo no Peixe e teve muitas oportunidades, foi emprestado para outro clube por entender que sua capacidade técnica é duvidosa e questionável, para não dizer que o garoto é ruim.

Por outro lado, a pouto tempo o Santos trouxe do Botafogo de Ribeirão Preto o garoto Vitor Bueno que já na equipe do interior mostrava ter talento, e nas pouquíssimas chances que Dorival Jr. deu a ele no Santos, mostrou que tem muita qualidade e que é um jogador diferenciado.

Se é claro para torcedores, mídia esportiva e especialistas do futebol que existe um abismo técnico entre Patito e Vitor Bueno, porque não é clato para o nosso técnico Dorival Jr.? Ou será que isso também é claro para o técnico, mas mesmo assim ele não aplica a meritocracia?

O Movimento de Sócios do Santos F.C. Tá No Sangue, os torcedores e sócios do Peixe, exige que que em qualquer setor do Alvinegro Praiano seja aplicado a meritocracia, que é o modelo mais justo e de sucesso em qualquer seguimento. E que pare de se aplicar a amigocracia, pois o modelo amigocrático leva qualquer instituição ao fracasso.