Tá No Sangue S.F.C.

Luta pela equalização das finanças

www.tanosanguesfc.com.br   Por: Alexandro Meiato Veratti   17/05/2017




A mídia esportiva do estado de São Paulo que anda vivendo de migalhas e se aproveitando do atual momento político do Santos que ferve nos bastidores, cria situações como a que vamos ler aqui neste diálogo abaixo:

Mas o bicho não veio? O ano de 2017 já beirava abril quando o presidente santista deu satisfação pública sobre atrasos da premiação e também de direitos de imagem. É lógico que o caixa é sempre apertado. Nós pegamos o clube há algum tempo com bastante dificuldade. Estamos arrumando a casa, disse o cartola à Rádio Globo."

Explanação Tá No Sangue S.F.C. baseadas em informações e relatos da direção do Santista:

O bicho da libertadores foi acertado. E quanto a imagem somente 8 (oito) atletas recebem essa modalidade de verba, uma vez que atendendo a orientação do(Conselho Fiscal do clube, em todos os contratos novos e os renovados, todas as verbas são CLT e apontadas em carteira como salários.

Quanto ao "APERTO DE CAIXA" existe uma justificativa simples. O Clube poderia ter vendido algum atleta em janeiro e equilibrado as contas, porém, de forma estratégica optou por manter o elenco sem baixas tendo em vista os importantes torneios que disputaremos esse ano, e o calendário apertado do primeiro semestre.

Não é segredo para ninguém que o clube deverá transacionar jogadores este ano. Consta inclusive no orçamento aprovado pelo conselho deliberativo. O que não compreendo é porque todo mundo diz que isso não é receita vinculada a atividade do clube, e jornalistas e demais mídias esportivas pecam ao dizerem que se tirarmos isso ou as luvas da TV a situação fica pior. Ora, se você tirar qualquer receita de qualquer clube a situação fica pior.

Todo ano se compra e vende atletas. É normal, porém, se fala só no que se arrecada quando vende, mas não se fala da dívida que se contrai quando compra.

Dois pesos e duas medidas? por que ?