Tá No Sangue S.F.C.

Dorival Júnior não é mais técnico do Santos e nossa esperança se renova

www.tanosanguesfc.com.br   Por: Márcio Veratti  04/06/2017


Dorival Júnior - Ituano x Santos

Foto: (Ivan Storti/ Santos FC)

Dorival Júnior não é mais técnico do Santos Futebol Clube. Diretoria e treinador entraram em comum acordo para o desligamento do profissional, e com isso, a esperança se renova na torcida do Santos, e a hora tinha que ser agora mesmo, pois poderia ser tarde demais. Dorival teve seus méritos em suas passagens pelo clube, mas a tempos demonstra claramente que não tinha mais o comando dos jogadores, e isso descambou para o lado técnico, levando um time que jogava sempre no ataque e com velocidade, a uma equipe pragmática e sem ambição.

Em sua mais recente passagem pelo Alvinegro Praiano, que durou de julho de 2015 a junho de 2017, pouco menos de dois anos, ele conquistou o Campeonato Paulista 2017, além do vice-campeonato da Copa do Brasil 2015 e do Campeonato Brasileiro 2016, posição que classificou o Peixe para a fase de grupos da Conmebol Libertadores Bridgestone 2017. A primeira passagem de Dorival Júnior no Santos FC aconteceu em 2010, quando levou o clube a duas conquistas: Campeonato Paulista 2010 e Copa do Brasil 2010. Ele permaneceu no comando do Alvinegro Praiano por nove meses naquela ocasião.

Na duas passagens como treinador do Santos FC, Dorival Júnior chegou à marca de 189 jogos (111 Vitórias / 34 Empates / 44 Derrotas), números que o colocam como 7º técnico que mais vezes comandou o Alvinegro Praiano à beira do gramado. O 1º é o lendário Luiz Alonso Perez, o Lula, com 957 (628V / 146E / 183D), seguido por Antoninho (386J / 232V / 79E / 75), José Macia, o Pepe (371J / 176V / 112E / 83D), Vanderlei Luxemburgo (305J / 160V / 68E / 77D), Emerson Leão (275J / 141V / 68E / 66D) e Chico Formiga (249J / 114V / 80E / 55D).

A programação do Futebol Profissional segue conforme planejado, sendo dirigida pela comissão técnica permanente do clube, sob comando do auxiliare Elano.

O Movimento de Sócios do Santos F. C. Tá No Sangue, deseja boa sorte ao próximo profissional que assumir o comando técnico do futebol, e que principalmente tenha pulso firme com os atletas e os cobrem atitude nos treinamentos e nos jogos, que use a meritocracia nas escalações e substituições e não os deixando esquecerem, que eles vestem a camisa do Santos.