Tá No Sangue S.F.C.

Aos trancos e barrancos 

www.tanosanguesfc.com.br   Por: Alexandro Meiato Veratti   21/05/2017





Na próxima terça-feira (23), às 21h45 na Vila Belmiro pela Copa Libertadores da América, o Peixe enfrentará o Sporting Cristal do Peru. E o Santos pode terminar a fase de grupos da competição na liderança do grupo 2.

Será de extrema importância a presença do público Santista na Vila Belmiro para empurrar a equipe a vitória e garantir uma situação mais cômoda de decidir o jogo de volta das oitavas de finais em casa.

O time tem atuado nos últimos jogos tecnicamente abaixo do esperado, mas por outro lado demonstrou algo que não se via a muito tempo no elenco, muita vontade. Vontade essa demostrada em La Paz no empate heroico, mesmo tendo contado com uma boa dose de sorte, mas levando em consideração que fomos seriamente prejudicados pela arbitragem.

Na magra vitória em cima do Coritiba ontem (20) na Vila Belmiro, o Santos passou por apuros boa parte da partida, com Vanderlei salvando o time com defesas importantíssimas, inclusive defendendo o pênalti cometido infantilmente por David Braz, que também foi o autor do único gol do Peixe. E mais uma vez, o elenco compensou na raça e contou também com uma boa dose de sorte. E numa partida jogando em casa, onde o melhor jogador foi nosso arqueiro Vanderlei, é porque algo está errado.

Mas até quando contaremos com a raça e a sorte do time? Será que jogos contra equipes mais fortes, a sorte e a raça serão suficientes para obter um resultado positivo? Creio que nós Santistas não acreditamos que dá para contar apenas com isso! Para isso, jogadores, e principalmente comissão técnica, tem que se organizarem taticamente em campo e treinarem exaustivamente o que cada atleta tem que cumprir nos jogos.

Unir a raça com a técnica, que sabemos que o elenco tem, será o ideal. E se podermos novamente contar com a sorte, não nos importaremos.