Tá No Sangue S.F.C.

CORNETADA TÁ NO SANGUE S.F.C.

Fonte: www.tanosanguesfc.com.br   Por Márcio Veratti   30/01/2016

Como todo e qualquer sócio e torcedor do Peixe, nós do Movimento de Sócios do Santos F. C. Tá No Sangue temos o direito de cornetar também.

Ao assistir atentamente a estreia do Alvinegro Praiano no Paulistão 2016, temos algumas cornetadas a por em questão.

Porque o atleta Paulinho que desembarcou recentemente no Santos F.C. já é titular da equipe? Como um jogador que até então em sua "carreira" nunca demonstrou algo de especial dentro do futebol, chega em um clube grande e já "senta na janelinha"?

O atleta Serginho, jogador formado nas categorias de base do peixe que já teve muitas chances de se firmar na equipe e nunca aproveitou, "correu o risco" de marcar um belo gol no último amistoso contra o Bahia e repentinamente teve a oportunidade de "aparecer" novamente.

Há um jogador recém-chegado a Vila Belmiro, um jovem jogador vindo do Botafogo-SP, chamado Vitor Bueno, que em sua estreia no último jogo do campeonato brasileiro de 2015 contra o Atletico-PR, impressionou com uma atuação impecável e com toques sutis de bola e demosntrando habilidade e eficiência, coisa rara no futebol de hoje. E no primeiro jogo do ano do Santos em um amistoso realizado em Salvador-BA contra o Bahia, entrou nos munutos finais e mais uma vez demonstou ser diferenciado, não teve a chance de entrar na partida hoje? Mas quem teve a chance de demonstrar seu futebol na última substituição do técnico Dorival Júnior na primeira partida do Paulistão 2016 foi o "craque" Neto Berola.

Ponto positivo:

Parabéns a torcida do Peixe da baixada que colocou 10.000 pessoas na Vila Belmiro em um jogo de início de temporada.

Fica a pergunta. Será que apenas a qualidade técnica do jogador é suficiente para ele ter sucesso?