Tá No Sangue S.F.C.

O adversário é a violência! Não as torcidas.

www.tanosanguesfc.com.br   Por Anderson Santos   06/04/2016

No dia 4 de abril, o Governo do Estado de São Paulo por meio da sua Secretaria de Segurança Pública, tomou medidas que visam diminuir a violência nos estádios de futebol. E como este tema nos afeta diretamente, segue nosso posicionamento: 

A violência em torno do futebol, seja dentro ou fora dos estádios, é um dos fatores que tem afastado o público dos grandes jogos. Então algo haveria de ser feito mesmo para combatê-la, porém o que se pergunta, é se as medidas tomadas pelo Governo do Estado, vão de fato ter impacto para a redução da violência nos estádios?  

 - Primeiro Ponto: As brigas envolvendo torcidas, raramente acontecem dentro dos estádios, portanto apenas restringir o acesso de quem quer que seja ao campo de jogo, em nada vai resolver ou diminuir o problema da violência; 

 - Segundo Ponto: As torcidas organizadas, devem ser afastadas dos estádios como medida para prevenir as brigas? 

Em nosso entender, não! Devendo sim ser afastados os torcedores violentos, sejam eles torcedores das organizadas ou não! São eles enquanto pessoa que causam as brigas e não as entidades em si, já que é DEVER do ESTADO, prevenir, detectar e combater atos contra a Ordem Pública e não afastar todo um grupo, pois apenas uma parte dele causa problemas; 

 - Terceiro Ponto: Tirar do torcedor o direito de levar faixas, bandeiras, vestir qualquer camisa que queira, além de Ilegal, é Imoral e uma invasão indevida por parte do Estado a um direito do cidadão e que em nada vai contribuir no caso;  

 - Quarto e o mais grave: A medida de permitir apenas o acesso de uma única torcida ao estádio em jogos considerados de risco pela Polícia Militar do Estado de São Paulo e pela Secretaria de Segurança Pública, é para nós, como se o Governo do Estado mais rico da nação, declarasse incapaz e incompetente para garantir a segurança de seus cidadãos, contra qualquer grupo de pessoas que ponha em risco a ordem pública, fato esse que vai muito além do futebol, mas que restringe a liberdade de todos e deve ser considerado como um ABSURDO INACEITÁVEL por todos, não apenas pelos frequentadores de estádios e torcedores, mas também por todos os Paulistas em geral! 

Não calarão as vozes das arquibancadas e nem muito menos o cidadão paulista tão acostumado a tantas lutas e vitórias e que preza tanto por sua liberdade e por seu direito de ir, vir e de estar onde e com quem desejar, desde que ordeiramente, independente da vontade de quem quer que seja!  

O Movimento de Sócios do Santos  F. C. Tá No Sangue, chama à todos os torcedores e cidadãos Paulistas, a entrarem nessa luta pela liberdade de expressão, de ação e de livre associação, pela defesa do torcedor de arquibancada e das tradições do futebol. Bradamos! Não Passarão!