Tá No Sangue S.F.C.

 O futebol vence o anti-futebol! Supermen vence batman!

www.tanosanguesfc.com.br   Por Márcio Veratti   06/03/2016   Foto reprodução.

É de conhecimento público e mundial as histórias de Supernam e Batman. Superman já nasceu forte e gigante vindo de um planeta evoluido que acidentalmente veio parar na terra! Já Batman, garoto mimadinho fruto do dinheiro e mídia, injustiçado pela sociedade virou um rebelde alucinado, o cavaleiro das trevas!

Ambos personagens foram hoje minuciosamente escolhidos e representados no clássico de hoje entre Santos x o clube da marginal tietê. O Superman teve a honra de expor seu nome no manto Santista e o Batman  por incrível coincidência representou o time das trevas!

Como nas histórias em quadrinhos ou no mundo de hollywood, o bem venceu o mal! O futebol venceu o anti-futebol, a qualidade técnica superou um time que tem como seu protagonista o técnico!

De um lado um clube sobrenatuaral de história irretocável por meritos próprios e do outro, um clube que se tornou grande apenas em 1990 e apadrinhado pela mídia!

Foi feito justiça no clássico de hoje (06), onde o Santos superior durante todo o jogo buscou o ataque. Não podemos dizer aqui que o Peixe é perfeito, que o técnico está sempre certo, ou que o esquema utilizado é o correto. Longe disso, pois o futebol hoje praticado pelo Alvinegro Praiano está muito distante de encantar o torcedor do Peixe. Mas não podemos dizer que o Santos mesmo em fazes ruins é um dos poucos clubes do mundo que sempre prioriza a ofensividade!

O Santos mesmo que por meios técnicos questionáveis, sempre por exigência da diretoria e torcida, sempre joga para frente.

O jogo de hoje não foi perfeito, poderia até ter sofrido gols, poderia ter dado uma oportunidade ao jovem craque Vitor Bueno, podria até mesmo ter forçado mais para ter feito uma goleada, mas o que agradou, mesmo com esquema desordenado, o Santos sempre buscou o ataque.

Ricardo Oliveira mostrou que todo esse "oba oba" da imprensa parcial em dizer que ele faria corpo mole, pelo mesmo não ter se trensferido para o futebol chinês, ter caído por água abaixo. Não apenas pelos gols, mas pela sua disposição e entrega em campo.

O Santos fez 2x0 no time da mídia em rede nacional com plena tranquilidade sem correr riscos, e mostrou que apenas força, marcação e técnico superstar não ganha jogo!