Tá No Sangue S.F.C.


Santos pode assumir a ponta do Brasileiro após 10 anos e 386 rodadas

Fonte:  www.gazetaesportiva.com   Por: Tiago Salazar - Santos, SP   28/06/2016


Após seis vitórias, quatro derrotas e um empate, o Santos é o 3ª na classificação, melhor posição do time neste Brasileirão (Foto: Ivan Storti)

Após seis vitórias, quatro derrotas e um empate, o Santos é o 3ª na classificação, melhor posição do time neste Brasileirão (Foto: Ivan Storti)

A 12ª rodada do Campeonato Brasileiro pode representar um marco para o Santos Futebol Clube. A quebra de um longo, agonizante e não menos chocante tabu. O Peixe tem a oportunidade de encerrar a semana na liderança do nacional por pontos corridos. É assustador, mas há pouco menos de 10 anos e 2 meses o alvinegro praiano não alcança a ponta da tabela. São 386 rodadas de jejum.

A última vez que o torcedor santista viu seu time liderar o Brasileirão foi na 5ª rodada da edição de 2006, dia 13 de maio, depois de uma vitória por 3 a 1 em cima da Ponte Preta, na Vila Belmiro. Os gols foram marcados por Preto e Emerson Paulista, ambos contra, e Rodrigo Tiuí. Iran descontou para a Macaca na ocasião.

Naquele sábado à noite, o então técnico Vanderlei Luxemburgo escalou: Fábio Costa; Fabinho (Neto), Manzur, Ronaldo Guiaro e Kleber; Cleber Santana, Maldonado, Rodrigo Tabata (Léo Lima) e Wendel (Domingos); Wellington Paulista e Rodrigo Tiuí. Na sequência, um revés diante do Fluminense por 1 a 0, no Maracanã, tirou o Peixe do topo, lugar para onde o clube nunca mais voltou.

Das 20 equipes que disputam a atual edição do Campeonato Brasileiro, apenas quatro times estão há mais tempo sem alcançar a primeira colocação. América-MG e Chapecoense nunca foram tão longe na história. Enquanto a Ponte Preta foi líder em julho de 2005 e o Figueirense em maio de 2004.

Apesar da possibilidade matemática de tomar o posto mais cobiçado do campeonato, a tarefa santista não é simples. Primeiro, os comandados de Dorival Júnior precisam vencer um confronto direto contra o Grêmio, às 19h30 desta quarta-feira, na Arena, em Porto Alegre. Os paulistas iniciam a 12ª rodada na 3ª colocação, com 19 pontos. Já o Tricolor Gaúcho é o 5º, com um ponto a menos.

Além disso, o Internacional não pode vencer o Flamengo no mesmo dia e horário, no estádio Kleber Andrade, no Espírito Santo, pois o Colocado está logo acima do Peixe na tabela, com 20 pontos. O Corinthians tem os mesmos 19 pontos do Santos, mas marcou dois gols a menos (18 a 16) e tem menos saldo (9 a 6). Por isso, ainda pode ficar para trás mesmo se superar o América-MG, também nesta quarta, às 21h45, no estádio Independência, em Belo Horizonte.

Talvez o principal obstáculo para os santistas chegarem ao fim de semana na ponta da classificação seja o Palmeiras. O alviverde ocupa a primeira colocação no momento, com 22 pontos, e terá de perder para o Figueirense no Allianz Parque, às 19h30 desta quinta-feira, para ser ultrapassado pelo se algoz no Campeonato Paulista.

Mas, independente de quando o Santos voltará a ser líder do Campeonato Brasileiro, o clima no elenco é de empolgação depois dos 3 a 0 em cima do São Paulo, no domingo. “O time está mais confiante. Vitoria no clássico. Jogamos muito bem. Sabemos que será um jogo muito difícil lá dentro da Arena, mas sabemos também da nossa qualidade. Vamos buscar uma vitória, respeitando, mas jogando para vencer. Esperar um tropeço dos rivais para chegar na primeira colocação”, comentou Vitor Bueno.

Seguindo a mesma linha, Lucas Lima tentou explicar o motivo da equipe estar conseguindo se manter no pelotão de cima, depois de anos de sofrimento durante a primeira metade dos nacionais. “Acho que nós conseguimos manter o treinador, um padrão de jogo. Nosso time melhorou ainda mais. Ficamos muito com a bola. Ano passado nosso time era mais rápido e ficava menos com a bola. Mas agora ainda somos rápidos e ficamos mais com a bola. Nosso time está acreditando um pouco mais. Brigar pelo título ou G4. Time grande tem que brigar. Estamos nos cobrando”, contou o meia.