Tá No Sangue S.F.C.


Ricardo Oliveira e David Braz vão a campo e criam expectativa no Peixe

Fonte:  www.gazetaesportiva.com   Por: Tiago Salazar - Santos, SP   30/06/2016


Ricardo Oliveira cumprimentou Dorival Júnior durante sua corrida em volta do gramado (Foto: Tiago Salazar)

Ricardo Oliveira cumprimentou Dorival Júnior durante sua corrida em volta do gramado (Foto: Tiago Salazar)

O torcedor santista pode se animar. Ricardo Oliveira está cada vez mais próximo de seu retorno aos jogos. Na tarde desta quinta-feira, o centroavante apareceu no gramado CT Rei Pelé pelo segundo dia seguido. E, ao lado de David Braz, fez um trabalho de transição separado do grupo. O jogador deu pequenos piques, correu em volta do gramado, brincou com os companheiros, arriscou alguns toques na bola e finalizou o dia justamente exercitando sua coordenação muscular entre batidas na bola e movimentação em um espaço curto.

Ricardo Oliveira não entra em campo desde 8 de maio, quando o Peixe se consagrou campeão Paulista em cima do Audax, justamente com um gol do camisa 9. Desde então, o atleta de 36 anos tem tratado uma sobrecarga e uma inflamação em seu joelho direito. Vale lembrar que o capitão do Peixe tem os dois joelhos operados e sofre de um problema degenerativo que afeta a cartilagem do local inflamado.

A previsão é que Oliveira precise de duas semanas para ficar à disposição de Dorival Júnior. O técnico confia que até o fim da semana que vem já poderá contar com o jogador, que chegou a perder a Copa América em função de seu tratamento.

Enquanto Oliveira fazia uma corrida leve, David Braz era mais exigido com piques longos (Foto: Tiago Salazar)

Enquanto Oliveira fazia uma corrida leve, David Braz era mais exigido com piques longos (Foto: Tiago Salazar)

Outra boa notícia para o treinador alvinegro é a condição de David Braz. A partida contra o Botafogo, dia 5 de junho, foi a última do defensor. Após isso, o zagueiro foi afastado para se livrar de dores nos músculos adutores das duas coxas. Apesar de não ter sido diagnosticado com lesão, o clube preferiu fazer o trabalho para não perder o atleta por mais tempo em meio a temporada. Nesta quinta, Braz respondeu bem aos trabalhos, estes já em uma intensidade maior que a de seu companheiro atacante.

O resto do elenco do Santos foi divido em duas partes. Enquanto alguns titulares que participaram por mais tempo da derrota por 3 a 2 para o Grêmio na quarta fizeram apenas uma atividade regenerativa e foram dispensados, os suplentes foram a campo debaixo de uma chuva fina e foram bastante exigidos pela comissão técnica.

Com 19 pontos e na sexta colocação após 12 rodadas do Campeonato Brasileiro, a equipe da Baixada se prepara para receber a Chapecoense no próximo domingo, às 16 horas (horário de Brasília), na Vila Belmiro.