Tá No Sangue S.F.C.


Gabriel assume tarefa de balançar a rede do Tricolor no Pacaembu

Ele herda bastão de Ricardo Oliveira, hoje fora por lesão, de marcar contra o São Paulo
Fonte:  www.atribuna.com.br   DA ESTADÃO CONTEÚDO   DA REDAÇÃO   26/06/2016

Boa atuação diante do Fluminense no meio da semana, onde anotou dois gols, vira motivação extra para o duelo contra o rival no Pacaembu (Foto: Irandy Ribas/ A Tribuna)

O atacante Gabriel terá uma grande responsabilidade hoje, às 16 horas, no Pacaembu, diante do São Paulo, pelo Brasileirão. O jogador assumirá o bastão deixado por Ricardo Oliveira. O veterano avante costuma dominar quando o assunto é o Tricolor. 

Ricardo Oliveira tornou-se sinônimo de gols diante do São Paulo desde que retornou à Vila, no início do ano passado. Foram sete partidas no período. Ele atuou em seis e estufou a rede em sete ocasiões. Porém, o último jogo de Ricardo Oliveira foi a finalíssima do Paulistão diante do Audax, na Vila Belmiro, e passa por tratamento.

Nas mesmas sete partidas contra o Tricolor, Gabriel participou de apenas três e marcou uma vez. Em todas, por sinal, fez dupla com Ricardo Oliveira. 

Para ajudar a aliviar este peso, uma boa atuação anterior é fundamental. E isso aconteceu nos 4 a 2 sobre o Fluminense, quando Gabriel fez dois. E Rodrigão, que também será seu parceiro de ataque hoje,não fez por menos: deixou uma vez a sua marca, consolidando sua boa estreia no Alvinegro.

Na bola na rede de Rodrigão, o passe foi de Léo Cittadini. A se julgar o treino de ontem pela manhã, Lucas Lima começa em seu lugar. Na última quarta-feira, ele entrou justamente em lugar do garoto das divisões de base, aos 23 minutos da etapa final. E acertou bonito chute na trave.

São Paulo

O técnico Edgardo Bauza sinalizou a escalação de time misto para enfrentar o Santos, de acordo com a atividade que comandou na tarde de ontem. Apesar da distância temporal, o comandante são-paulino deve estar pensando nas semifinais da Libertadores diante do Atlético Nacional, da Colômbia. O primeiro jogo será em casa, no dia 6 de julho.

Bauza, porém, pode contar com vários jogadores para alguma eventualidade. São os casos de Bruno, Rodrigo Caio, Hudson, Carlinhos e Paulo Henrique Ganso. Todos ficarão no banco. Centurión, porém, não se enquadra nisso. Foi liberado para ir à Argentina visitar a avó que o criou e que está internada em estado grave.