Tá No Sangue S.F.C.


Desfalques na zaga podem promover a estreia de Paulo Ricardo em 2016

Fonte:  www.gazetaesportiva.com   Por: Tiago Salazar - Santos, SP   16/06/2016


Paulo Ricardo sequer foi relacionado para algum jogo do Santos nesta temporada até agora (Foto: Ivan Storti)

Paulo Ricardo sequer foi relacionado para algum jogo do Santos nesta temporada até agora (Foto: Ivan Storti)

Embalado pelas três vitórias consecutivas no Campeonato Brasileiro, o Santos visita o Atlético-PR no próximo sábado, em Curitiba, pela 9ª rodada do Campeonato Brasileiro. Além da importância do duelo para as pretensões do Peixe na competição, o confronto na Arena da Baixada pode marcar o reinicio na carreira de um Menino da Vila que tem caído no esquecimento até do próprio torcedor: o zagueiro Paulo Ricardo.

O jogador de 21 anos não entra em campo desde 22 de novembro, quando foi titular na emblemática derrota do Santos para o Coritiba, por 1 a 0, na 36ª rodada do Brasileirão de 2015. Naquela ocasião, Dorival Júnior optou por utilizar um time repleto de suplentes e viu a vaga no G4 escapar a apenas três jogos do fim da disputa nacional.

Neste sábado, a cidade de Curitiba pode, coincidentemente, ficar novamente marcada na carreira de Paulo Ricardo. Com a suspensão de Gustavo Henrique, que levou o terceiro cartão amarelo contra o Sport, o afastamento de David Braz, por causa de um desconforto muscular, e um edema no músculo posterior da coxa esquerda de Lucas Veríssimo, sobraram apenas os zagueiros Luiz Felipe e Paulo Ricardo no elenco santista.

Desde o ano passado, uma lombalgia tem deixado a revelação da base alvinegra a maior parte do tempo no departamento médico. Nesta temporada, quando Paulo Ricardo parecia que retornaria às atividades normais, o zagueiro voltou a sentir dor e limitação dos movimentos logo nos primeiros minutos de um jogo-treino contra o Taboão da Serra, dia 22 de março, no CT Rei Pelé.

Nas últimas semanas, porém, o jogador tem treinado normalmente em campo, junto aos demais atletas do elenco. Aparentemente sem restrições, o defensor pode ser relacionado para um jogo do Santos pela primeira vez em 2016. Ao todo, Paulo Ricardo fez até hoje 20 partidas com a camisa do Peixe e viveu sua melhor fase justamente após a chegada de Dorival Júnior, há quase um ano, quando o treinador chegou a o utilizar tanto na zaga como de primeiro volante.

Mas, caso Dorival ainda não sinta confiança em escalar Paulo Ricardo para iniciar uma partida do Brasileirão, a tendência é de que o técnico improvise o volante Alison ao lado de Luiz Felipe. O jovem zagueiro Cassius, do Santos B, também pode ser uma opção, já que ficou no banco de reservas no duelo contra o Santos do Amapá, pela Copa do Brasil, quando todos os titulares foram poupados da partida.