Tá No Sangue S.F.C.


Santos se prepara para prova de fogo, contra o Corinthians, em Itaquera

Fonte:  www.gazetaesportiva.com   Por: Tiago Salazar - Santos, SP   27/05/2016


Paulinho é um dos jogadores que mais têm recebido cobrança pelo futebol apresentado até agora (Foto: Ivan Storti)

Paulinho é um dos jogadores que mais têm recebido cobrança pelo futebol apresentado até agora (Foto: Ivan Storti)

O Santos enfrentou nesta quarta seu primeiro desafio sem as estrelas Lucas Lima, Gabriel e Ricardo Oliveira. E depois de uma semana tensa, o resultado acabou superando as expectativas. Agora, o clube encara o Internacional no domingo em outra partida que servirá para Dorival Júnior observar o elenco, porque na quarta da semana que vem o time tem de estar preparado para encarar o clássico com o Corinthians, na Arena de Itaquera.

No empate por 2 a 2 com o Figueirense, o Santos se mostrou audacioso mesmo fora de casa, chegou a ter mais de 60% de posse de bola e viu Joel preencher bem a vaga do capitão Ricardo Oliveira, que não tem data para sair do departamento médico. O camaronês chegou ao sexto gol no ano. Vitor Bueno também voltou a marcar pelo segundo jogo seguido.

Mas, alguns pontos negativos foram observados pelo treinador. Paulinho ainda não engrenou na vaga de Gabriel e precisa ser mais efetivo nos jogos. Rafael Longuine fez uma péssima partida e já corre o risco de perder espaço para Ronaldo Mendes ou Serginho. Atrás, Gustavo Henrique segue em má fase e acabou apontado por Dorival como grande vilão do Peixe pela expulsão direta no segundo tempo.

Neste domingo, o Alvinegro Praiano recebe o Internacional na Vila Belmiro, às 19h30. Além do evidente objetivo de alcançar mais três pontos no Campeonato Brasileiro, a partida será fundamental para alguns atletas mostrarem serviço e Dorival definir o time ideal para o compromisso seguinte.

O clássico contra o Corinthians já é sempre o mais aguardado pelos santistas. E a pressão para uma boa apresentação é grande. Também será uma boa oportunidade da equipe acabar com o rótulo de que só consegue jogar na Baixada. Já são nove meses sem vencer como visitante no Brasileiro. A última vez foi na 21ª da edição de 2015 da competição, no Mineirão, frente ao Cruzeiro, na única vitória fora de casa do Santos naquele Brasileiro.

O duelo entre os alvinegros paulistas pode ser um divisor de águas no Peixe. Dependendo do resultado, alguns jogadores podem garantir de vez uma vaga entre os titulares, enquanto outros podem cair em descrédito e passar a sofrer forte cobrança dos torcedores, que já começaram a se manifestar nas redes sociais. Além disso, na próxima semana alguns reforços, como Jonathan Copete, Emiliano Vecchio e Rodrigão, devem passar a treinar no CT Rei Pelé e certamente receberão suas chances no time.