Tá No Sangue S.F.C.

Capitão santista reclama de pênaltis e tenta esconder preparação

Fonte: ESPN.com.br com agência Gazeta Press   05/05/2016   Foto: GAZETA PRESS

Ricardo Oliveira 'escondeu' a preparação do Santos

Ricardo Oliveira 'escondeu' a preparação do Santos

Ricardo Oliveira não costuma falar de arbitragem, tão pouco reclamar de decisões dos juízes após os jogos. Mas, nesta quinta, mesmo tentando manter a cordialidade, o capitão não conseguiu esconder seu incômodo com a atuação de Flavio Rodrigues de Souza, responsável por apitar a primeira final do Campeonato Paulista entre Santos e Audax, em Osasco, no último domingo.

"A gente entende que existem muitos equívocos e ser humano pode errar. Teve o do Gustavo Henrique e teve o meu. Entro sozinho na área, no segundo tempo, e fui puxado. Um pênalti claríssimo. Cometi uma falta no primeiro tempo em que o Victor Ferraz chega e cruza, eu empurro o zagueiro e o árbitro marca contra. Acerta. Mas, não viu os pênaltis em cima de mim e do Gustavo?", reclamou o centroavante, antes de colocar panos quentes no assunto.

"Nós não pensamos nisso. Todos os árbitros têm intenção de fazer um bom trabalho e não favorecer um ou outro clube".

Sem os pênaltis a seu favor, o Santos ficou apenas no 1 a 1 com o time de Fernando Diniz e agora decide o título na Vila Belmiro. A dúvida é sobre a postura do Santos diante de seu torcedor, já que no confronto de ida Dorival Júnior mudou o jeito da equipe jogar, segurando a primeira linha de marcação na intermediária ofensiva.

E se Thiago Maia e Zeca não titubearam em afirmar que o Santos vai para cima do adversário na Baixada, buscando uma marcação mais alta para deter mais posse de bola, Ricardo Oliveira divergiu de seus companheiros e preferiu não falar sobre como o time deve se postar em campo, no domingo.

"Eu não posso te falar. Nós sabemos que eles têm muita qualidade para sair jogando. É notório. Estamos nos preparando bem para essa final", disse, aos risos, preocupado com as próprias palavras.

Nesta quinta-feira, Oliveira mais uma vez ficou apenas na academia, fazendo um trabalho diferenciado dos demais jogadores do grupo. Já Lucas Lima segue em tratamento intensivo no tornozelo direito. O resto do elenco santista foi a campo, mas a imprensa não pôde acompanhar o treinamento comandado por Dorival Júnior.