Tá No Sangue S.F.C.

Há um mês sem marcar, Ricardo Oliveira esbarra em queda na pontaria

Fonte:  www.gazetaesportiva.com   São Paulo, SP   03/05/2016

(Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)

Pontaria do atacante piorou em comparação à última temporada (Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)

Artilheiro do Brasil em 2015, Ricardo Oliveira não vem mantendo a ótima pontaria que demonstrou na última temporada. Há um mês sem balançar as redes, o veterano marcou seis gols no Paulistão – em 2015, fez 11 -, finalizou 37 vezes a gol e tem aproveitamento negativo nas finalizações: 21 erradas (57%) contra 16 certas (43%), segundo dados do Footstats.

O retrospecto negativo é bem diferente do que o camisa 9 teve no Campeonato Brasileiro de 2015, do qual foi artilheiro com 20 gols marcados. Na competição nacional, Ricardo Oliveira finalizou 93 vezes, com 48 tentativas certas, ou seja, em direção ao gol, e 45 erradas.

A última vez que o jogador balançou as redes foi no dia 3 de abril, na vitória por 5 a 3 contra o Capivariano, pela penúltima rodada da primeira fase. Os dois gols levaram Ricardo Oliveira a seis marcados no Paulistão, menos que os dez que o atleta havia marcado no mesmo período no ano passado (sem contar o gol sobre o Palmeiras no jogo de volta da final).

Apesar dos números, o atacante mostrou, neste domingo, no jogo de ida da final do Estadual diante do Audax, que está disposto a mudar esses números e calibrar o pé: Ricardo foi o jogador que mais finalizou (três vezes), acertando duas bolas na trave.

“Acho que tive bastante espaço. Fiz as movimentações certas, tive chance de gol, mandei duas bolas na trave. Mas é claro que temos que ter estratégia para marcar um time que joga tão bem com a bola no pé”, falou o atacante ao final do empate por 1 a 1.

Outra opção – Se não conta com Ricardo Oliveira nos seus melhores dias, o Santos tem em Gabriel o posto de homem-gol: o camisa 10 marcou sete vezes no Paulistão, deu 39 finalizações e acertou 25, ou seja, 64%. Os números fazem de Gabigol o melhor finalizador do Paulistão.