Tá No Sangue S.F.C.

JOGO ABERTO. MENTE FECHADA!

Programa "esportivo" da TV Bandeirantes Jogo Aberto, desmerece e desrespeita o Santos F.C. e sua torcida


www.tanosanguesfc.com.br   Por: Márcio Veratti   08/06/2016   Relato: Wesley Miranda e Odir Cunha

Comentaristas despreparados profissionalmente que substituem a parte técnica por palhaçadas e micagens.

Não é de hoje, que a mídia esportiva televisiva sede pouquíssimo espaço ao Santos Futebol Clube, ou as vezes tempo nenhum. O medo do grande espaço conquistado pelo Santos com cerca de 3 milhões de torcedores na Grande São Paulo e interior próximo, os aterrorizam e tentam de qualquer maneira boicotar esse "forasteiro" chamado Santos e o crescimento de sua torcida.

Em especial, vamos citar o programa "esportivo" da TV Bandeirantes, o Jogo Aberto. Programa esse, que é marcado pela participação de comentaristas que tiveram passagens marcantes nos três clubes da capital paulistana, mas como profissionais de imprensa, deixam a desejar em conhecimento técnico e comentários sobre futebol. O despreparo e o conhecimento sobre o esporte mais popular do mundo, os faz substituirem o conteúdo do programa que deveria ser futebol, por palhaçadas e micagens.

E como de costume, no programa realizado no dia 06 na segunda-feira passada, faltaram com respeito novamente com o clube que apresentou o Brasil para o mundo.

Veja o relato em uma rede social do grande Santista Wesley Miranda e o comentário que outro grande alvinegro Praiano Odir Cunha fez:

Wesley Miranda: 

Para mim não faz diferença, mas faz para o Santos!  Hoje, perdi alguns minutos da minha vida! Quase que sem querer, acabei me deparando com a tv da casa do meu pai ligada no programa Jogo Aberto. 

Perto do fim do programa, uma informação que não tinha, Paulo Morsa, inconformado com o debate sobre o jogo do Corinthians que foi realizado no sábado, indagou: O programa passou, vocês falaram de São Paulo, Palmeiras e estão falando do Corinthians de novo... não vão falar do Santos que venceu bem o Botafogo ontem no Pacaembu?

Ai vieram risos, musica engraçada, a apresentadora Renata Fan perguntou se ele queria falar do Santos e lamentou que não dava pra agradar a todos!!!!! 

Ele começou a tentar falar do Diogo Vitor, entrou os gols, e ao mesmo tempo as piadinhas de Ronaldo Giovannelli entre outros do programa. Sem mostrar nem replay dos gols, acabou o programa!

Começa o programa do Neto, antes que pensasse em mudar de canal ou sair, vi o lateral direito Maurinho do Santos de 2002, não 2004 como estava na legenda. Fiquei para ver como ele está, que fim levou... 

Mesmo com quatro ex santistas, Maurinho, Velloso, Edmundo e Neto, mais o narrador Dirceu Maravilha, o programa ficou das 13:00 às 13:30 repetindo os gols de Palmeiras e Flamengo e só esse assunto. Ai, não tem como né? Já valeu a experiência, o Maurinho que me perdoe!

Não sei se é sempre assim, quando deixei de assistir esses programas, foi por esses desrespeitos com o Santos FC, assim como deixei de ouvir a Transamerica há uns 8 anos. Mas me preocupa, a tv aberta só não da espaço, como caçoa de instituição que tanto fez pelo futebol brasileiro. Se não faz diferença pra mim ou pra quem acompanha as fortes mídias santistas, faz diferença com um novo público, novos torcedores, e isso é preocupante!

Ao replicar o relato acima em minha página,  Odir Cunha comentou:

Odir Cunha. Márcio Veratti, os santistas têm de dominar a Internet, as mídias sociais, o Youtube, hoje bem mais assistidos do que a tevê. Você mesmo diz em sua crônica que assistiu ao programa quase por acidente, pois é assim mesmo que está ocorrendo, a tevê aberta tem sido um acidente, um acaso na vida das pessoas, enquanto a Internet está sempre presente. Por ela o santista deve se informar, falar com os outros santistas e se programar para ir aos jogos. Domingo ficou mais uma vez provado que a grande imprensa não é mais decisiva para a divulgação de uma partida de futebol. Abraço!