Tá No Sangue S.F.C.

Amigocracia de Dorival, de Paulinho a Berola, tornou o jogo em uma marola. Santos 0 x 0 Rio Claro

www.tanosanguesfc.com.br   Por Márcio Veratti   20/03/2016

Dorival Júnior tem aprovado o desempenho dos zagueiros santistas nesse ano (Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)

Dorival Jr. continua com o sistema de amigocracia dentro do Santos. Quanto mais comum o jogador é, melhor.  Mas se o cara for gente boa, pode ser titular. E se o jogador for gente boa, e ainda tiver um bom "bastidor", melhor ainda.

Pois não tem explicação o técnico pedir para renovar contratos de Marquinhos e Valencia, onde os dois jogadores, além de serem pouco utilizados no ano passado, são bem abaixo da média tecnicamente.

O torcedor do Peixe vê que no banco de reservas, tem opções bem melhores, mas que não são utilizadas pelo Dorival Jr. Mas por outro lado, ele insiste com jogadores comuns e muito abaixo da média do futebol brasileiro que não é boa.

No jogo de hoje fora de casa contra a equipe do Rio Claro, Dorival inventou na lateral direita, ao colocar Alison, volante por natureza, que tem uma marcação muito boa, mas com a bola nos pés, por natureza também é péssimo. E o novo sistema de jogo que ele tenta implantar com o time tocando sempre a bola, sem chutões, Dorival talvez esqueceu que para isso o jogador tem que ter qualidade. E essa qualidade não vai ser com Alison, Paulinho Comum e muito menos com Berola. Serginho até sabe tocar bem a bola, mas é um jogador muito bonzinho, pois não gosta de agredir o adversário.

Talves esse sistema de posse e toque de bola daria certo com Vitor Bueno, que já demonstrou ter talento, mas que entra no time apenas quando a equipe está perdendo. Vitor Bueno precisa ser mais extrovertido e ter mais "bastidores" para ser utilizado por Dorival.

Como no jogo passado contra o XV, salvo por um gol de cabeça de Gustavo Henrique, o Santos ficou na dependência de alguma boa jogada de Lucas Lima que cria boas jogadas e sempre é o diferencial do time, porém precisa parar de bater faltas e escanteios que não é a sua praia. E neste jogo de hoje (20) contra o Rio Claro, não foi diferente, a equipe do interior se postou atrás da linha da bola e criou dificuldades para a armação do Peixe que só dependia de Lucas Lima. Serginho o bonzinho pouco fez, e a bola pouco chegava aos atacantes Ricardo Oliveira e Gabriel.

Eis que entra em sena as substituições, e a torcida do Santos cria esperanças do jogo melhorar. Mas não, pois o que está ruim pode ficar pior, como ficou com as entradas de Paulinho e Neto Berola. Neto Berola nunca mostrou ser no mínimo regular, e Paulinho com muitas chances já demonstrou ser um jogador bem comum. Caju também entrou na partida no lugar de Alison para concertar a inveção e mostrou segurança.

Mas pode ficar pior ainda, pois a amigocracia de Dorival Jr. pode acabar com o único setor do time que está se saindo bem com os dois jogadores da base Gustavo Henrique e Lucas Veríssimo que demonstram uma segurança muito boa no setor defensivo e boa técnica na saída de bola. É que o "líder" David Braz se recuperou de lesão, e é um cara muito legal e extrovertido, qualidades essas bem relevantes para o técnico Dorival Jr.