Tá No Sangue S.F.C.

Um transatlântico de 104 chamado Santos

www.tanosanguesfc.com.br   Por: Anderson Santos   Colaborou: Márcio Veratti e Alexandro Veratti   14/04/2016


Se em 14 de Abril de 1912 o mundo se assombrava com o naufrágio do Maior e até então mais seguro navio já construído pela humanidade chamado Titanic, do outro lado do Oceano também no Litoral, mais precisamente na cidade de Santos, surgia na mesma data um Gigante predestinado a assombrar o mundo, atravessar oceanos e conquistá-lo por diversas vezes com sua arte, o Santos Futebol Clube!

O DNA ofensivo tão falado nas arquibancadas de Vila Belmiro já está presente na História do Peixe desde seus primeiros times, o ataque dos CEM GOLS de 1927 formado por Omar, Camarão Feitiço, Arakem e Evangelista atingiu essa marca em apenas 16 partidas alcançando a inigualável média de 6,25 gols por partida e mesmo sem ser campeão devido a uma atuação danosa do arbitro marcou para sempre a história do clube que mais marcou gols na historia do futebol mundial. 

O nosso maior período sem títulos (1935-1955) se encerrou com muitos gols e o brilhantismo do artilheiro Del Vechio que marcou por 23 vezes naquele campeonato ajudando o Santos não só a vencer a competição mas a iniciar o maior Time de Futebol que o mundo já viu! 

Em 1956 mantendo a base o Santos conquista o Bi campeonato estadual, portanto com uma base de jogadores experientes e campeões será o time ideal para lançar um garoto ousado e talentoso chamado gasolina (depois Pelé) que chega ao Santos aos 16 anos para mudar a historia do Futebol Mundial! 

Já em 1957 o Menino Pelé foi artilheiro do Campeonato estadual pela primeira vez após completar 17 anos de idade com dezessete gols feito que repetiu daí por diante por NOVE VEZES SEGUIDAS até o ano de 1966 onde foi superado pelo também san tista Toninho Guerreiro. 

Se nossa história é marcada por ser o clube que mais balançou as redes dos adversários com 12252 gols marcados, boa parte deles se deve a um médio volante que nem tem tanta participação ofensiva assim, “Seu Zito” capitão eternizado com justiça na braçadeira alvinegra era o maior responsável por manter o ímpeto ofensivo do Melhor time de Futebol que o Planeta Terra já viu, do ataque de Dorval,Mengalvio Coutinho Pelé e Pepe que conquistou nossos dois títulos mundiais jogando e encantando o mundo em 1962-1963.  

Tantos meninos atrevidos, criadores de arte em campo por aí mas somente podem mostrar seu talento em um lugar, o Santos Futebol Clube, ou por acaso em outro clube um “menino de canelas finas” ( palavras do então treinador Emerson Leão) teria oportunidades e decidiria o Brasileirão inventando e nomeando um drible pra cima do maior rival na cidade deles em dois jogos, pedalamos de alegria, campeões novamente! 

De lá pra cá nos acostumamos novamente a freqüentar finais de paulistas, reconquistar Brasileiros e com o Brilhantismo de mais um “Menino da Vila” e seu ousado Moicano, conquistamos o continente novamente após 39 anos sendo Tri Campeão da América e jogando bonito e pra frente como sempre gosta seu torcedor. 

Nos tempos atuais com sete finais de campeonato paulista consecutivas e seguindo como o maior campeão estadual da Era do Profissionalismo o Santos segue sua história de um presente e um passado só de glorias como um orgulho que nem todos podem ter. 

Se o maior navio do mundo afundou há 104 anos nasceu um gigante feito em Arte que jamais afundará, afinal, o mundo só tem espaço pra um gigante dessa grandeza e esse se chama Santos Futebol Clube, mais que parabéns obrigado por 104 de anos de arte em campo! 

Nós do Movimento de Sócios do Santos F.C. Tá No Sangue, parabenizamos o nosso querido Santos Futebol Clube pelos seus 104 anos de glórias e todos os torcedores e sócios que tem esse orgulho que nem todos podem ter.